domingo, maio 17, 2009

Nostálgico

Ontem, meia noite e pico...estrada de ligação Águas Santas - S. Mamede de Infesta, em direcção à A4 para seguir para Matosinhos.

A ouvir U2 em CD, decido mudar para o rádio.


Na Rádio Comercial, a dar isto: João Pedro Pais com o seu grande hit "Louco por Ti".
E não é que eu deixei ficar?
Pah, dei por mim aos berros no carro a cantar com um espírito vibrante e a lembrar-me de quando tinha 11, 12 anos e ainda nadava pelo Leixões. Tinha um colega de equipa que andava com uma panca por uma miúda e que no final dos treinos andava sempre no balneário a cantar isto aos berros...e o que nós gozávamos com o rapaz. Bem sei que é tão parolo, mas foi uma recordação tão porreira dos tempos que andei por lá! Leixões, Natação, saudade!

Quando a música acaba, mudo para a Best Rock. A dar isto:


Esta música estava na berra...e eu numas ricas férias em Vilamoura, Algarve. Era novo. A música passava mil e uma vezes na rádio, mas sempre que passava era o grande momento da viagem de carro até à praia. By the way, Vilamoura: rico sítio para se estar agora, de preferência na mesa da varanda de uma casa supimpa na Aldeia do Golf (local onde estávamos alojados), com umas bejecas fresquinhas, tremoços e um baralho de cartas.

A música acaba...publicidade. Viro novamente para a Comercial e publicidade também. Tento a Antena 3 e...puntzz, puntzz, puntzz. Em desespero de causa, RFM. E sai-me isto:


E não é que não voltei a mudar? E não é que voltei a cantar embuído de grande energia e com um espírito vibrante? Ok, deixem-me explicar. Quem me conhece bem, sabe que na minha infância passei por uma fase em que a minha banda preferida eram os...exactamente. Lembro-me perfeitamente que, mal chegava da escola, 2ª ou 3ª classe, ia de imediato para o rádio que tínhamos em casa, ouvir a cassete dos Roxette com uns phones que eram o dobro da minha cabeça...portanto, toda a minha mente ficava envolvida em todo aquele sonoro. E eu "cantava", abanava a cabeça e fechava os olhos a sentir a "vibe" da música. Deixem-me fazer uma ressalva: eu continuava a ser um rapaz extremamente macho!

Comercial novamente, e quase um repeat:


Esta fez-me lembrar as noites no velhinho Batô. Sempre que íamos, sabíamos que ia ser o momento alto da semana. O meu bar/discoteca de eleição, acreditem que não há outro igual. Para mim não há...é quase como se me lembrasse o propósito de cada noite lá passada, os detalhes, as gargalhadas, o "abanar o capacete". Garanto-vos, lá nunca tive uma noite foleira! E uma menção honrosa para a: Chicken Dance Lady (esta foi private).

E finalmente, mesmo antes de estacionar o carro na garagem, continuando na Comercial:


Mas que viagem! Sim, foi uma louca viagem por parte da minha vida. Adoro conduzir à noite, mas esta viagem, sem dúvida das melhores: um misto de parolice e nostalgia...que me soube a chocolate!

E quando cheguei ao meu quarto, pousei as chaves em cima de umas folhas do Harrison's cujo título era "Vasculites": foi o vir do passado e chegar ao meu presente. E o melhor no fim disto tudo foi pensar..."Mas que rica vida!"

Tomates!!

Malta, esta semana administrei 3 injecções intramusculares!

Tenho dito.

(Foi o meu primeiro contacto com o acto da punção...para quem conhece o meu cagufes com agulhas, sabe bem que isto foi heróico...vencer o meu Adamastor!
Próximo passo: colheita de sangue. Venha ela! Quantas são? Siga!)