quinta-feira, setembro 04, 2008

A bola...e os gajos...e o Gil!

Eu continuo a achar que todos os gajos têm um gene para a bola...não quer dizer que sejam artistas, mas pelo menos que os faz jogar em alguma altura da vida.
As gajas também têm...mas há um certo elemento social que inibe a expressão do dito cujo.

Eu já tive o meu talento para a bola bem refinado...nos meus tempos de ensino primário e básico era o verdadeiro Cristiano Reinaldo da minha turma, aquele gajo que nas aulas de Educação Física todos desejavam ter na equipa...era sempre o primeiro a ser escolhido:

"Epah, escolhe já o Gil, metemos o gajo na ala, é só passar-lhe a bola, que ele faz o corredor todo, centra para a área e é golo!"

Meus amigos, eu já fui assim! Mas recentemente, não sei o que aconteceu...o talento abandonou-me e, no mundo masculino, deixou-me numa situação caricata.

Ontem, uma malta da pesada...

"Oh Gil, amanhã não alinhas numa bola à noite?"

Eu, já a prevêr o desastre que ia ter lugar a essa hora fatídica, orgulhoso como qualquer macho, decidi não dar a parte fraca:

"Epah, estou dentro! Vamos a isso!"

No rescaldo do jogo, tenho a dizer que aconteceram coisas naquele campo de bola!
Descobri que me tornei naquele tipo de jogador que faz maravilhas quando não toca na bola. Pura magia! Teria corrido tão melhor se eu dissesse..."Pessoal, não vou poder jogar porque tenho de ir a uma tia minha que me quer oferecer um par de peúgas brancas com raquetes de ténis bordadas por ela..." Digam lá se esta não é convincente??

Eis o que ouvi durante o jogo:

"Vá Gil...estás a ir bem, agora só falta conseguires marcar o golo!"

"Gil, faz o seguinte...vais lá para a frente e pressiona os defesas, corre atrás deles...depois, se der, passamos-te a bola!"

"Pessoal...não foi mau de todo...perdemos 6-5, mas também tínhamos o Gil na equipa!"

A modos que foi isto...e como prémio de consolação ainda trouxe umas dores aqui e ali que se distribuem por todo o corpo.

Onde pára o grande Gil, artista da bola, cobiçado por todas as equipas das aulas de Educação Física...e já agora, macho??
Fica a questão...
Estou abalado...