terça-feira, agosto 26, 2008

P.S. Guess What...




Este filme merece um:


"Catita...muito catita mesmo!"


Banda sonora a condizer...


The Pogues - Love You till the End


terça-feira, agosto 12, 2008

Olimpíadas...

Depois de uma bela tarde de praia em Viana do Castelo, de duas belas banhocas no Atlântico, de perceber que estou rodeado por "avecs francius" por estas paragens e de ter escapado a um tsunami caído dos céus (águaceiro, entenda-se) enquanto estava refastelado na areia a "laurear a pevide"...eis que decidi indignar-me, talvez para aliviar a frustração deste último ponto.

Vou indignar-me com os Jogos Olímpicos...ou melhor, com a cobertura jornalística dos Jogos Olímpicos.

Sinceramente, eu não sei o que se passa na cabeça destes jornalistas...não sei mesmo!

"Mais uma desilusão para as cores portuguêsas. O atleta fulano de tal não foi além do 9º lugar."
"Esperam-se melhores dias para a Natação. O atleta robalo do cloro não foi além do 26º lugar ficando arredado das meias-finais."
"Perspectivava-se a conquista de medalhas no Judo, mas a prestação portuguesa desiludiu e foi muito aquém do esperado."

Será que estes tipos têm a noção do que dizem nas reportagens?
Não fazem ideia da proeza que é estar nuns JO!
Não fazem ideia do que é investir 4 anos de sacrifício, jogando-se tudo em escassos minutos de competição!
Não fazem ideia do que é treinar com lesões, do que é treinar duas vezes por dia!
Não fazem ideia da pressão emocional durante a prova!
Não fazem ideia do que é ser 9º melhor do Mundo na respectiva prova. Ser 26º melhor do Mundo é igualmente incrível!
Não fazem ideia da dificuldade em evoluir em amadorismo quando competem contra atletas que têm estatuto profissional nos seus respectivos países!
Não fazem ideia do sentimento deles quando as competições lhes correm menos bem!

Catano, haja respeito!
Tenho imenso orgulho nos nossos atletas em competição!
Aos que ainda não competiram: boa sorte e coragem!
Aos que já competiram: Obrigado!

terça-feira, agosto 05, 2008

Sugestão!

Ontem, decidi fazer-me à estrada de bicicleta e ir de Matosinhos a Perafita para fazer uma bela de uma praia e durante o caminho "dei-me a pensar" em investimento ao nível das obras públicas.
Agora fala-se muito em investimento nas obras públicas, progresso and stuffs. Fala-se da necessidade de um novo aeroporto, da ligação Lisboa-Madrid em TGV, até que eu tive a brilhante ideia:
"Ideal para o desenvolvimento deste país era uma ciclovia desde a casa do Gil até Perafita!" Que vos parece? Passo a explicar: ontem quase morri três vezes durante esse trajecto e agora estou vivo e a escrever-vos não graças à minha perícia como ciclista mas sim graças à clarividência dos "shôres condutores" ao perceberem que na estrada circulava um Gil de bicicleta, que é um tipo de bicho perigoso que se atravessa muitas vezes no meio da estrada, sendo uma potencial fonte de dano aos "shôres" condutores e ao equipamento de sinalização das estradas.
Toda esta ironia para pedir aos "shôres" condutores para terem mais cuidado com os transeuntes que circulam na estrada. Eu bem sei que o meu veículo de duas rodas não é um BMW, mas, "catano pah!!!", também não me tirem a possibilidade de um dia poder vir a ter um caso me passem com quatro rodas em cima! Vamos lá ver!
By the way, talvez a ciclovia Matosinhos-Perafita, esse grande projecto de investimento nas obras públicas, perca alguma prioridade, uma vez que agora sempre que pensar em fazer-me à estrada vou lembrar-me das dores com que cheguei a casa que muito me fizeram desejar tailandesas espcialistas em "massagismo prazeroso" e da porrada de sede que esgotou a minha garrafinha de 1/2 litro que transporto comigo.





Eis a minha proposta de ciclovia, atentem na linha azul.


Na parte pacífica do caminho...