quinta-feira, fevereiro 14, 2008

Noite no Bairro Inês

Parabéns Mário!
E agora vocês perguntam: quem é o Mario? O Mário é um estudante italiano de Erasmus do 5ºano que está a fazer a cadeira de Saúde Comunitária do 3º ano na minha turma. Se vocês quisessem colar um rótulo na testa deste "gajo" para o definir, seria: "O Maior" (é incrível a quantidade de pessoas que o conhece!). A nossa história (que coisa lamecha de se dizer) começou logo no início do 1ºsemestre com conversas difíceis de desenvolver porque o Mario fala "Erasmês" e eu também não devo falar português muito bem. Os dias foram passando, consegui desenvolver o meu "Erasmês" e agora entendemo-nos perfeitamente e para meu espanto, há uns dias atrás: "Gil, aparece no Bairro Inês na Quarta à noite, faço anos e queria que estivesses lá!!" Epah, confesso que o convite me surpreendeu e lá fui.




Bairro Inês são as casitas por baixo das árvores da Rua da Restauração.





Esta é a vista nocturna quando nos encontramos no terraço. Que tal?


Depois de subir e descer a Rua da Restauração 3 vezes lá dei com aquele cantinho paradisíaco com vista sobre o Rio Douro: o Bairro Inês é um aglomerado de casas castiças, T0 e T1, que estão apenas disponíveis para aluguer aos "Erasmenses". Agora imaginem a "rambóia" que é um aglomerado habitacional só de italianos e espanhóis! Ontem juntaram-se há festa mais alguns alemães e portugueses que também são "levados da breca" para a festa, onde estava lá eu. O receio era grande, principalmente por achar que não ia conhecer ninguém e não é que para meu espanto encontro 3 "compinchas" do meu ano?? A Fátima, a João e uma outra "rapariga que agora não me lembro o nome mas que é igualmente porreira" (decidi dar-lhe este nome, não me lembro mesmo do verdadeiro...). E foi uma óptima surpresa: a Fátima é uma "party animal", sinónimo de "galhofa" e boa-disposição, e faz parte do meu círculo de relações comuns; a João e a "rapariga que agora não me lembro o nome mas que é igualmente porreira" são daquele tipo de pessoas por quem nutres simpatia, cumprimentas, mas com quem nunca conversaste mais de 5min e ontem foi o pretexto para quebrar esta barreira dos 5min.
Enfim, uma noite muito simpática, com muita sangria, muita malta, num sítio onde o Porto e o Rio Douro pintam um quadro singular.

Pelo caminho de volta:




Sia - Day too Soon (Sia é a ex-vocalista dos Zero7)

terça-feira, fevereiro 12, 2008

Lá em cima não se brinca!!

Para vocês verem como a malta de Montalegre é rija!!





Tó, obrigado pelo achado!

Dia Mundial do Doente

Porque foi ontem e porque cada vez mais me diz respeito.

sexta-feira, fevereiro 08, 2008

Pedalar...

Quando me vi em cima da minha nova menina...a minha bicicleta, atenção...epah, estou mesmo de férias!! De Matosinhos até à Ponte da Arrábida, uma tarde impecável, mar sereno, pôr-do-sol quente e vermelho, melhor era impossível. É nestes momentos que percebo que se um dia tiver de sair do Porto vai mesmo custar. Para além de muitas outras coisas deveras importantes, as saudades desta marginal vão mesmo apertar!
Só estou um "pouco" dorido...se houver alguém (meninas) que perceba alguma coisa de "fisioterapeutismo", de "massagismo" ou até mesmo da bela ciências das "festinhas nas pernas", por favor, entre em contacto comigo...estou mesmo a padecer.

Pelo caminho...

Travis - Writing To Reach You


"Because my inside is outside
My right side's on the left side
'Cos I'm writing to reach you
But I might never reach you
Only want to teach you about you
But that's not you
Do you know it's true
And that won't do"