terça-feira, janeiro 22, 2008

Companheiro no Metro...

Por estes dias, minutos para "desrotinar" é coisa que não abunda...
E os minutos que passo no metro, nas viagens para o Porto e no regresso a Matosinhos, tornaram-se minutos preciosos para esse efeito!






Efeito deste livro: entro na estação Sr. de Matosinhos...
"Catano, já estou na Trindade?!"


Oh Gabriel, obrigado pah!