quinta-feira, setembro 28, 2006

Desabafos...

Há algum tempo que não escrevo algo meu...que não desabafo. Aliás, o desabafo é uma boa forma de desrotinar: como se fizessemos uma pausa na qual nos damos algum tempo para sentirmos a nossa fragilidade e a vencermos com a força de quem está ao nosso lado...
Gostava de conseguir escrever alguma coisa...sinto um turbilhão de ideias a varrerem-me, nem sei por onde começar. Mas é incrível como há músicas que escrevem a nossa história num dado momento, que nos facilitam a vida no que respeita ao desabafo...e falam por nós...
A minha sorte é existir uma música que fala por mim...neste momento...

Footsteps - Pearl Jam

Don't even think about reaching me
I won't be home
Don't even think about stopping by
Don't think of me at all

Ohh...I did, what I had to do
If there was a reason, it was you...

Don't even think about getting inside
Voices in my head, oohh...voices

I got scratches, all over my arms
One for each day, since I fell apart
Ohhh...I did, what I had to do
If there was a reason, it was you...

Footsteps in the hall, it was you, you
Pictures on my chest, it was you
It was you...

OOhh...I did, what I had to do
And if there was a reason
Oh, there wasn't no reason, no
And if, there's something you'd like to do
Just let me continue, to blame you

Oh...Footsteps in the hall, it was you, you
Oh...Pictures on my chest, it was you, it was you

sexta-feira, setembro 22, 2006

Na piscina...

Hoje decidi ir à piscina, numa tentativa deseperada de desenferrujar este corpo que tem sido vítima de um sedentarismo desenfriado, ou atrás de uma bancada dos auditórios da faculdade ou atrás de uma secretária de casa.
Cheguei, pus este lindo corpo à vista de todo o mulherio presente naquelas águas e durante 40min fi-lo transpirar, mais do que se estivesse numa tarde de sexo louco e descomprometido, uma vez que fiz para cima de 20 piscinas e os fisiologistas dizem que uma boa relação sexual equivale a um gasto calórico de 20 piscinas, portanto o exercício foi mesmo proveitoso.
Saí da água e dirigi-me aos balneários para tomar um bom banho relaxante...e que bem que me soube sentir aquela água a escorrer-me pelo corpo. Quando terminei, há que me secar, estava sozinho...e enquanto passava a toalha por este belo e tonificado corpo, ouvi um barulho estranho no acesso do interior da piscina para os balneários...pareciam baldes das funcionárias da limpeza, mas não dei grande importância porque parecia ser dentro do recinto da piscina em si.
E para meu espanto, ouço de repente:
"Aii...um homem nu!!"...fez-se um silêncio de segundos e volto a ouvir..."Peço imensa desculpa!"
Resta-me saber se aquele "Aii" foi uma expressão orgásmica pelo facto da senhora ter vislumbrado uma visão tão boa ou se foi uma simples expressão de embaraço. Acho que prefiro ficar na dúvida ou então pensar que, inconscientemente, fiz uma boa acção ao proporcionar o melhor momento dia àquela humilde senhora...

quinta-feira, setembro 07, 2006

Pearl Jam

Talvez o concerto mais marcante da minha vida...







Black


Hey...oooh...
Sheets of empty canvas, untouched sheets of clay
Were laid spread out before me as her body once did
All five horizons revolved around her soul
As the earth to the sun
Now the air I tasted and breathed has taken a turn


Hey...oooh...and all I taught her was everything
Ooh, I know she gave me all that she wore
And now my bitter hands chafe beneath the clouds
Of what was everything?
Oh, the pictures have all been washed in black,
tattooed Everything...


I take a walk outside
I'm surrounded by some kids at play
I can feel their laughter, so why do I sear
Oh, and twisted thoughts that spin round my head
I'm spinning, oh, I'm spinning
How quick the sun can, drop away
And now my bitter hands cradle broken glass
Of what was everything
All the pictures have all been washed in black,
tattooed everything...


All the love gone bad turned my world to black
Tattooed all I see, all that I am, all I will be...
yeah...Uh huh...uh huh...ooh...


I know someday you'll have a beautiful life,
I know you'll be a star
In somebody else's sky, but why, why, why
Can't it be, can't it be mine


We belong...we belong together...