quinta-feira, março 02, 2006

Pequena lição...

Ontem, por volta das 17:30, quando regressava a casa depois de um dia de aulas, no Metro, tive uma pequena lição, bem mais valiosa do que qualquer uma das aulas desse dia. Quando o Metro parou na estação do Estádio do Mar, no meio da azáfama daquela hora, vi uma rapariga cega a sair nessa estação, mesmo à frente do banco onde estava sentado, acompanhada pelo seu cão guia. Enquanto preparava para sair, o cão, um bonito labrador preto, parou à minha beira e farejou-me antes de se dirigir para a porta de saída e enquanto me olhou com aquele ar dócil, típico desses cães, a rapariga disse: "Vamos amigo, sê os meus olhos e leva-nos para casa". Só consegui esboçar um sorriso e passar a mão pelo dorso daquele cão, numa espécie de agradecimento por aquele momento. A união entre ele e a rapariga era tão genuína ao ponto de ela lhe entregar a vida, lhe entregar a confiança de quem procura uns olhos que a guie, uma união ao ponto de ela carinhosamente lhe chamar de amigo. E eu só conseguia pensar: "Oxalá um dia, eu também consiga ajudar desta maneira quem puser a sua vida nas minhas mãos." E numa fracção de segundos, aprendi uma pequena lição...qual Anatomia, qual Fisiologia, qual Química Biológica...basta-nos estar no sítio certo e dispormo-nos a aprender com estes pequenos momentos que acontecem a toda a hora!

5 comentários:

Fátima disse...

E eu que não ando de metro!!! :-)

Agora sem brincar, realmente, nem sempre sabemos dar valor ao que temos...
Que o Mestre nos ajude a fazê-lo e também a encontrar companhia tão valiosa! Tarefa difícil, mas não impossível!

Beijos!

Filipe_des disse...

dessas lições não se aprendem todos os dias...

fantástico!

um grande abraço

Diana disse...

:')

Cátia disse...

concordo gil. são estes momentos que nos mostram que a vida é feita para ser vivida acompanhada.
:)

liliana disse...

Eu diria uma pequena GRANDE lição :)