terça-feira, novembro 15, 2005

É só mais um dia...

Queria acordar a pensar que valia a pena fazê-lo, pois o dia trazer-me-ia algo de novo, algo que me pudesse fazer sentir diferente, fugir àquilo que têm sido as minhas últimas semanas e voltar a ter entusiasmo por tudo aquilo que sempre desejei...
É só mais um dia em que as dúvidas persistem, em que o entusiasmo se esvai, em que o dia se torna numa rotina automática a desejar que chegue, rapidamente, a hora de me deitar para cair na inconsciência do sono e na inconsciência do que vivo...
É só mais um dia em que desejo voltar a ser como era, em que procuro em mim tudo aquilo que me tornava forte, destemido, corajoso. Não uma coragem arrogante, mas uma corajem sensata, que herculeamente, me fazia vencer, chegar ao fim do dia satisfeito, orgulhoso e apaixonado por tudo o que tinha, por tudo o que vivia...
É só mais um dia em que me sinto fraco, deambulante, perdido...com vergonha do que estou a passar, com vergonha, não do meu presente, mas do que sou no presente...
É só mais um dia, em que vou voltar a procurar o meu sorriso, em que vou voltar a tentar ser forte, em que vou voltar a tentar ser, de certo modo especial...em que me vou render a mim, deixar-me levar pelos meus passos deambulantes, pois sei que, apesar de perdido, caminho para bom porto, porque caminho para mim...